fbpx

Preservar bem um carro e aumentar a durabilidade dos componentes do veículo pode ser bem fácil se adotar alguns cuidados básicos, como evitar dirigir várias vezes com o tanque na reserva e até mesmo a suavidade na direção. São fatores simples, mas que ajudam muito na preservação do carro. Além disso, um hábito comum é levar o carro para revisões quando surge algum problema, o que é um erro.

Hábitos simples como as manutenções preventivas pode aumentar a durabilidade do motor, freios e até carenagem do veículo, pois com a prevenção é possível antecipar alguns indícios de futuros danos antes mesmo de acontecer.

Para você cuidar bem do seu veículo e evitar prejuízos em curto e longo prazo, separamos 5 dicas!

1 – Condução – Dirija suavemente!

Evite acelerar rápido demais e também fazer conversões em alta velocidade. A conta desses hábitos ruins de condução vem no desgaste de motor, câmbio e suspensão.

2 – Cuidado com o freio

A freadas bruscas também podem danificar todo o conjunto de freios, ou seja, terá um gasto maior no momento que for fazer os reparos. Portanto, as freadas bruscas somente quando for necessária. Ok?

3 – Motor – sigas as instruções do manual
Além do óleo, é recomendável trocar o filtro junto. Antes de dirigir, deixe o motor esquentar por cerca de 2 minutos antes de sair.

4 – Aqueça o motor do veículo
Ao sair com o carro, ele ainda estará em seu processo de aquecimento, longe da temperatura ideal de funcionamento. Logo, não imponha o ritmo normal de uso antes de atingir uma temperatura entre 80 e 90°C.

5 – Abastecimento

É preciso ter cuidado durante o abastecimento e averiguar quando o frentista for encher o tanque, pois se deixar transbordar o combustível poderá entrar na tubulação que vai até o cânister, o que o inutiliza. Sem falar do perigo de transbordar e afetar a pintura.

6 –  Alinhamento e balanceamento

O alinhamento e balanceamento evitam desgaste irregular dos pneus e aumenta a segurança dos passageiros. Ambos os procedimentos devem ser realizados a cada 10.000 quilômetros ou após trocas de pneus e outros componentes. Assim como o alinhamento, o balanceamento está relacionado à suspensão do carro, evitando tremores na direção e garantindo que o desgaste dos pneus seja uniforme.

7 – Não fique com a mão no câmbio o tempo todo

É um hábito comum a permanência da mão no câmbio a todo o momento, mas isto pode causar alguns danos ao veículo.  A alavanca está diretamente conectada à caixa de marchas, e mesmo a menor pressão é transmitida ao seletor. Eventualmente, a troca de marchas passa a apresentar barulhos e menor durabilidade.  Portanto, utilize-o apenas às trocas de marchas.

8 – Não mantenha o pé sobre a embreagem

Do mesmo modo que não pode dirigir com a mão no câmbio, o hábito de dirigir com o pé na embreagem mantém o engate desacoplado, já que o conjunto da peça funciona por fricção. O atrito leva ao desgaste prematuro e até mesmo quebra da embreagem.

9 – Mantenha o carro limpo
A limpeza do carro vai além da estética. Mantendo o interior do veículo limpo, você evita o acúmulo de substâncias nocivas à saúde e que podem causar crises de alergia, como ácaros e fungos. Além disso, a sujeira exterior compromete a pintura e outros componentes, podendo, inclusive, provocar manchas.

10 – Carroceria – Lave seu carro você mesmo!
Por mais cansativo que seja só você terá o carinho necessário com seu veículo. Utilize água quente, sabão e cera. A água quente é ideal para manter os buracos de drenagem da carroceria livres de detritos.

 

Cuidar bem do carro é muito além do que lavá-lo todo final de semana. Inclui cuidados básicos como evitar andar com o tanque na reserva, por exemplo. Isso porque para preservar um veículo e aumentar a durabilidade dos componentes necessários requer alguns cuidados básicos. 

Para saber mais, entre em contato conosco.