Sabia que você mesmo pode observar se há irregularidades em alguns itens do seu veículo? O desgaste no pneu, saber identificar o nível do óleo do motor e muitos outros itens que o próprio motorista pode verificar e, claro, depois levá-lo a uma oficia de confiança.

Veja os itens que você mesmo pode verificar se há irregularidades:

1 – Os pneus

Os pneus devem ser revisados constantemente. É preciso verificar, de perto, possíveis marcas de desgaste, a profundidade do relevo e o desgaste irregular do conjunto, quando um dos pneus está mais gasto que os outros. Este último indica que é hora de fazer um alinhamento e balanceamento do automóvel.

2 –  Estepe

O estepe é fundamental em casos emergenciais, por este motivo, deve sempre estar em boas condições. Mesmo não sendo utilizado com frequência, deve ser calibrado periodicamente para estar em condições de uso, quando for necessário.

3 – Água

Verificar a água do radiador é fundamental para não superaquecer o veículo. Para fazer isso, basta abrir o capô com o motor frio e observar as linhas que determinam o nível mínimo e o nível máximo. O ideal é que a água esteja no meio dessas duas linhas.

Se estiver abaixo, basta completar com mais água. É importante ressaltar que, se o motor do veículo estiver quente, o volume da água estará um pouco maior do que o valor comum, portanto a medição não será tão precisa.

 4 – Freio de mão

A funcionalidade do freio de mão deve estar impecável para ele cumprir a sua missão: manter o veículo parado, principalmente em ruas não planas. Com o passar do tempo os freios de mão sofrem desgastes e, por isso, devem ser revisados a cada 15 mil quilômetros.

Além disso, é fácil identificar quando há algo de errado, a primeira dica é observar se o carro só fica completamente parado quando a ponta do freio de mão está muito apontado para cia, como se estivesse apontando para o teto do carro. A segunda dica é prestar atenção nos estalos quando o freio de mão é acionado. Em ruas íngremes, o ideal é ouvir de quatro a seis estalos, menos que isso é provável que esteja com algum defeito.

Na dúvida, leve o veículo para uma revisão.

5 – Volante

O volante é um dos componentes mais fáceis para perceber quando há algo de errado. Se ouvir ruídos estranhos na hora de virar o volante, se o volante fica “duro” e as manobras mais difíceis, se você sente que a direção está com muita folga, que há trepidações ou que o carro está puxando para um dos lados, é sinal de que será preciso fazer alguns ajustes nos componentes.

Nestas situações, não espere o pior acontecer, leve seu carro para uma revisão.

6 – Óleo

Quando está abaixo do nível indicado, o óleo prejudica a lubrificação e a limpeza do motor. Quando está acima, aumenta a pressão no reservatório, podendo provocar vazamentos, sujeira nas velas ou estragos no catalisador do sistema de descarga. 

Para verificar o nível de óleo do motor você precisa encontrar a vareta, secá-la e depois coloca-la novamente no compartimento e analisar onde o óleo está em comparação com a marcação máxima e mínima, o ideal é que esteja no meio entre as duas marcações.

Obs: Para analisar o nível de óleo o motor do carro deve estar frio.

 7 – Extintor

O extintor é um item que pode contribuir e muito em casos de acidentes, portanto, não se esqueça de conferir se o equipamento está no veículo e a sua data de validade.

8 – Luzes do veículo

Os faróis, as luzes de freio, as indicadoras de direção e as luzes de marcha ré devem ser sempre testados. Para fazer isso, você deve estacionar o carro, ligar os faróis e verificar as luzes rebatidas na parede. Se alguma lâmpada estiver queimada, um lado estará mais escuro que o outro.

9 – Itens de emergência

É impossível saber quando acontecerá algum imprevisto, por isso, não se esqueça dos itens obrigatórios do carro, como o macaco, o triângulo de sinalização e a chave de roda. Além disso, você pode ter itens extras que podem ajudar muito em caso de algum imprevisto, como como alicate, chaves de fenda, chaves Philips, fita isolante, cabo de bateria, lanterna, flanela, kit de primeiros socorros e o manual do veículo.

10 – Palhetas

As palhetas estão expostas as mudanças do tempo constantemente, por isso, deve sempre verificar se as borrachas ainda estão estáveis, sem rasgos e rachaduras. Além disso, é preciso verificar a mecânica no motor e no braço do limpador.

 

Se notar algum dos problemas acima não hesite em levar o seu veículo em uma oficia de confiança e realizar os ajustes necessários.